Juiz rejeita acusação de radialista que culpou Taylor Swift por demissão após caso de assédio

trading online sul petrolio Nesta sexta-feira (11), o juiz William Martinez anunciou no Tribunal de Denver, Colorado, sua decisão de rejeitar a acusação do DJ e radialista David Mueller, que alegou que Taylor Swift foi responsável por arruinar com sua carreira, após caso de assédio sexual em que ele teria apalpado uma das nádegas da diva, enquanto tiravam uma foto num “Meet & Greet” de 2013.

source link

http://mullbergaskolan.se/?pankreatit=K%C3%B6p-Cialis-60-mg-ingen-recept&1df=e7 Segundo a People, o juiz afirmou que Mueller não tinha provas suficientes para sustentar a acusação de que Taylor foi responsável por sua demissão. Quem estava no tribunal, afirmou que a loira ficou visivelmente emocionada com a decisão do juiz.

ultimate forex profits live dvd
Essa é a imagem do momento em que o radialista toca a cantora por trás.

http://economicforumpbc.com/?nikolasdk=trading-stocks-online-philippines&a29=d5 Essa é a imagem do momento em que o radialista toca a cantora por trás.

go to site

binär optionen deutschland Na época, após o suposto ocorrido, Taylor reportou o comportamento de David para a rádio na qual ele trabalhava e o DJ acabou demitido. Mueller, então, entrou com uma ação contra a cantora, alegando que havia sido prejudicado por uma história inventada por ela e exigindo uma indenização de 3 milhões de dólares. Já Taylor processou o radialista de volta, um mês depois, endossando sua acusação de assédio sexual.

see url Nesta quinta-feira (10), Taylor prestou seu depoimento, clica aqui pra ler. Hoje foi o quinto dia do julgamento, que deve terminar até a próxima quinta-feira (17). O júri é formado por oito pessoas, sendo 6 mulheres e 2 homens. Vamos aguardar o desfecho do caso!

por follow site Raphael Amador, 11 de agosto de 2017

POSTS RELACIONADOS

COMPARTILHAR NO FACEBOOK