Baphos

Johnny-Depp-934853

Ex-empresários de Johnny Depp revelam gastos exorbitantes do ator e falam em “ruína financeira”

Johnny Depp realmente vem atravessando uma fase nebulosa em sua vida… Após as acusações de agressão doméstica e a efetivação do divórcio de Amber Heard, o astro de “Piratas do Caribe” estaria à beira da ruína financeira! É o seguinte, minha gente…

No último dia 13, Depp entrou com um processo na justiça contra a empresa “TMG”, que até então administrava seus negócios. Segundo o ator, os ex-empresários estavam contratando empréstimos sem sua aprovação e ocultando o estado lastimável de suas finanças. Na ação, Johnny relatou que só foi foi perceber o quão grave estava a situação, quando a empresa o aconselhou a vender uma grande parte de sua propriedade na França para quitar as dívidas. Foi aí que ele finalmente demitiu a “TMG” e contratou um novo empresário.

People's Choice Awards 2017 - Show

O astro no “People’s Choice Awards 2017″

Pois bem, manas… ontem a empresa (31) respondeu ao processo do astro, alegando que Johnny foi constantemente informado de que estava gastando mais do que arrecadava: “Depp frequentemente reagiu repreendendo e amaldiçoando seus empresários por emitir tais avisos e conselhos, enquanto ampliava os gastos de seu estilo de vida extravagante e exigia que os empresários encontrassem alguma maneira de pagar tudo. Depp, e Depp sozinho, é inteiramente responsável pela ruína financeira em que se encontra. Ele se recusou a viver dentro de suas limitações, apesar dos melhores esforços da TMG e das repetidas advertências sobre sua condição financeira pela TMG e por outros conselheiros”.

Na ação, os ex-empresários ainda listaram alguns dos gastos exorbitantes de Johnny nos últimos anos: R$ 9,5 milhões para disparar as cinzas do jornalista Hunter Thompson através de um canhão; R$ 56,7 milhões em um iate; R$ 12,6 milhões para comprar uma gravadora falida; R$ 95 mil por mês para comprar vinho, R$ 630 mil por mês em aviões particulares, R$ 470 mil por mês em segurança 24 horas por dia e R$ 950 mil por mês para manter uma equipe de 40 pessoas. Gente! Haja dinheiro, né?!

O advogado pessoal de Depp, Adam Waldman, por sua vez, se manifestou sobre a resposta da empresa: “Se catalogar supostos gastos do Sr. Depp de seu próprio dinheiro poderia de alguma forma absolver os réus do seu grande e multifacetado mosaico de irregularidades, isso será finalmente decidido pelo Tribunal”. Eitaaaa! Essa disputa judicial ainda vai longe!

 

 

por Pedro Hosken, 1 de fevereiro de 2017

POSTS RELACIONADOS

COMPARTILHAR NO FACEBOOK