Hugo Gloss

Posts da categoria Teatro

23.jul

OMG! Magic Mike vai virar musical!

teatro

Todos sabem que amo musicais, né? É quando o musical é com dezenas de magyas? Preparem-se porque o ator Channing Tatum confirmou no seu Instagram e site oficial que está produzindo o musical Magic Mike!!!

Channing escreveu:

“Vocês sabiam que vamos fazer uma sequência de Magic Mike, mas agora vocês também vão poder conferir a versão do filme no palco e ao vivo”

channing-tatum-magic-mike
O espetáculo será produzido por Channing Tatum e seu parceiro Reid Carolin, juntamente com o diretor do filme, Steven Soderbergh e co-produtores Gregory Jacobs e Nick Wechsler. As músicas serão escritas por Tom Kitt e Brian Yorkey, a mesma de Next to Normal, que foi indicado, em 2009, a três prêmios no Tony e venceu, entre outros, o de melhor trilha sonora.
MagicMike

O filme Magic Mike, que fez (lógico) muiiito sucesso, é inspirado na vida do próprio Channing Tatum, que fazia striptease antes de virar ator e encher as telas de magya.
Já posso comprar minha passagem pra New York?
Mas enquanto o musical não estreia, separei umas gifs do filme pra deixar todo mundo com água na boca:

anigif_enhanced-buzz-20897-1374519796-20

anigif_original-grid-image-12730-1374527307-6

anigif_enhanced-buzz-24540-1374527159-30

anigif_enhanced-buzz-25271-1374526525-31

anigif_enhanced-buzz-24379-1374526848-42

anigif_enhanced-buzz-18809-1374519938-29

anigif_enhanced-buzz-19787-1374520219-42

anigif_enhanced-buzz-14529-1374519133-44

anigif_enhanced-buzz-21717-1374519717-21

anigif_enhanced-buzz-26327-1374526102-31

anigif_original-grid-image-6818-1374526051-41

anigif_original-grid-image-6818-1374526050-37

anigif_original-grid-image-6818-1374526049-33

 

11.jun

As maravilhosas apresentações do TONY AWARDS…

teatroTodo mundo que acompanha o blog/insta/twitter/Face/MinhasMilharesDeRedesSociais sabe que eu sou fã de musicais. Sou do tipo que vai pra NY and London Baby e gasta metade do preço da viagem com os melhores lugares nas filas das peças e dos espetáculos musicais. Sim, sou desses. E olha, vou confessar que eu achava que era chato, perda de tempo, tanta coisa pra comprar, tanto lugar pra ver, vou gastar meu dinheiro vendo musical? Mas foi só ir ao primeiro (que foi Rei Leão, ou seja, comecei muito bem) que me apaixonei e aí, meu amor… Foi um atrás do outro, sem tirar, e papo de chegar a assistir 2, 3 no mesmo dia se der… Os musicais, sejam os da Broadway ou os Off-Broadway são um universo à parte. Um mundo maravilhoso, onde você vê que nem só de filme vive o homem, a magya (muitas vezes a dos boys, mas não só a deles) pode sim acontecer ali, na sua frente, diante dos seus olhos.

998778_580600065295250_2141201441_n

Sendo assim, eu preciso comentar (um pouco atrasado, confesso) do TONY AWARDS 2013, que rolou ontem em NY. O Tony é o prêmio do teatro americano, tanto para as peças convencionais, quanto para as musicais. Diferente do que acontece aqui, o teatro por lá é tratado com muito respeito e deferência. O evento é televisionado, uma super produção, com astros de Hollywood (até gente que não está e nunca esteve em cartaz) e tudo. É tudo muito chique.

foto (6)

Algumas das estrelas que passaram por lá: Matthew Morrison, Zachary Quinto, Jake Gyllenhaal, Tom Hanks, Scarlett Johansson e Cyndi Lauper

A apresentação ficou por conta do Neil Patrcik Harris, o Barney de “How I Met Your Mother”, que pra quem não sabe é um baita ator de teatro que canta muiiiito. O número de abertura foi maravilhoso, ele começou parodiando o espetáculo “ONCE” (aliás a mãe de HIMYM é a ex protagonista deste espetáculo) e continuou com os espetáculos indicados a melhor musical, mas acabou citando apenas TODOS os musicais em cartaz na Broadway, com direito a Mike Tyson e tudo mais… Apenas um  dos maiores SHOWS jamais vistos na história… Eu estou chorando sangue com glitter.

O Musical “Kinky Boots” foi o grande vencedor da noite, com 6 prêmios incluindo melhor trilha sonora, melhor musical, melhor coreografia, melhor projeto de som e melhor trabalho de orquestração . É baseado no filme independente, de mesmo nome, de 2005. Conta a história de um rapaz, herdeiro de uma fábrica de calçados, que, após a morte do pai se vê obrigado a assumir os negócios da família. No entanto, a fábrica está falindo, quando uma das funcionárias tem a ideia de confeccionar botas e sapatos para drag queens. Ou seja: MARAVILHOSO!

“Matilda” todo mundo conhece e dispensa apresentações. A adaptação pro teatro está melhor do que o filme. Senta e CHORA.

“Pippin”  conta a história do filho do Rei da França que, depois de muitas surubas e fazer muita merda, está em busca do sentido da vida. A história é contada com temática circense e é um clássico da Broadway que está em um “remake”. O Original teve a coreografia de Bob Fosse ( que fez a coreo de Single Ladies, que a Beyoncé adaptou, rs). Pippin ja teve até montagem no Brasil, com Marco Nanini e Marilia Pera no elenco. Dizem que terá uma nova montagem no Brasil esse ou ano que vem.

“Motown” é um musical só com clássicos da lendária gravaodora de RnB que revelou sucessos como “Jackson 5″, “The Supremes”, etc. Eu nem sei qual a história, mas só pelas músicas eu PRECISO ver. Diana Ross divaaa!!

Cinderella – Vou falar o quê? A história da Cida Empreguete kkkkkk Pena que a Unidos da Tijuca fez aquela comissão de frente e o Fantástico fez questão de contar o truque das roupas, aí perdeu metade da magya. rs

Annie – A órfã que ensinou a Mili a cantar. Acho que Annie que inspirou Chiquititas. Eu assisti essa e posso falar que é linda, tipo filme de natal da sessão da tarde, que você assiste e lembra da infância e chora.  Mas quando eu vi, a JANE LYNCH, mais conhecida como SUE, de GLEE, ainda não estava no elenco. Está linda e a menininha é diva, mas queria pentear o cabelo dela. Também vai ter no Brasil esse ano.

Bring it On tinha acabado, nem sei se vai voltar, acho que está em turnê. Mas é uma coisa meio GLEE… Amei as coreos.

“A Christmas Story” é fofo. Estava indicado a melhor musical. Os infantis são tão bons que todo mundo gosta. Não é uma coisa tatibitati como se a criança fosse demente, como em alguns lugares, rs…

O “Fantasma da Ópera” é clássico. Eu odeio, mas todo mundo ama. Então tá aí o vídeo pra você que está na dúvida sobre ir ver ou não em NY…

O Encerramento foi babado, com direito a dueto entre o Barney e a Naomi de Private Practice (que pra quem nao é sabe é tipo DIVA da Broadway). E ele fazendo pencas de rap improvisado. Ai ai… #VamosAprender

Ai agora chega que cansei de escrever kkkk ja quero ir comprar minha passagem pra NY e não voltar nunca mais. Só ficar na ponte NY – LONDON!!!!!

 

 

 

 

29.abr

Sylvester Stallone vai transformar ROCKY em Musical!

teatro

Gente! NUNCA PENSEI! Rocky, o filme clássico da macheza, estrelado por Sylvester Stallone em todas as suas 6 edições, vai virar musical da Broadway em 2014. E o produtor é o próprio Stallone:

“Eu não poderia estar mais feliz com essa produção para os palcos da história que eu escrevi sobre Rocky Balboa”.

Sylvester-Stallone_ACRIMA20120626_0020_15

O Musical já está sendo produzido e está a todo vapor. A história do boxeador que faz de tudo pra ganhar o amor da sua amada Adrian ganhou a versão pros palcos pelas mãos do autor de musicais Thomas Meehan ( que escreveu musicais famosíssimos como Annie e Hairspray) e músicas de Lynn Ahrens.
A produção começou em 2012 na Alemanha, mas depois passaram pra Broadway, porque é muito mais babado. As perfomances de preview estão marcadas para fevereiro de 2014 no Winter Garden Theatre em Nova Iorque, e a grande estreia em Março. O elenco não foi anunciado, mas já existe esse vídeo que mostra algumas das músicas do espetáculo! Eu que sou rato de musicais da Broadway estou ansiosíssimo, até porque o Rocky deve ser um boy magya, né? Uiii..

17.abr

“Mean Girls” vai virar Musical?

teatro

Todo mundo com algum senso de humor, e um alma levemente rosa, rosada ou glitterizada tem um amorzinho por “Mean Girls”, ou “Meninas Malvadas”, como preferirem. O filme, estrelado pela Lindsay Lohan, é um clássico teen, e toda vez que reprisa é sucesso de audiência (eu não sei se é, mas quero achar que sim, rs…). Até tentaram fazer uma sequência, mas “Mean Girls” só funciona com Lindsay e com a Regina George original, vivida pela Rachel McAdams.

Screen Shot 2013-04-17 at 22.07.23

Como na atual conjuntura é quase impossível rolar um filme com o mesmo elenco, afinal LiLo despirocou e a Rachel tá numa vibe “só faço comédias românticas”, além do povo todo estar velho, o jeito é esperar um milagre. E não parece que ele está por vir? A nossa DEUSA Tina Fey falou várias vezes sobre sua vontade de adaptar o filme para um musical, e chegou a contar que já estava desenvolvendo o projeto com seu marido, Jeff Richmond, o diretor musical de 30 rock.

Screen Shot 2013-04-17 at 22.05.23

Mas agora parece que é real! Ela disse que o marido tem trabalhado nesse projeto há anos e que ele inclusive já escreveu algumas músicas para a peça. A Paramount já teria dado carta branca pro musical avançar, o que significa que é bem possível que em breve a gente veja Cady Heron, Regina George, Janis Ian e Mr. Duvall de volta.

Quem AMOU a notícia foi Amanda Seyfried. Quem lembra dela como Karen Smith, uma das Mean Girls lacaias da Regina no filme? A atriz zoiuda disse à Revista Allure que quer MUITO fazer o musical, mas não como Karen.

“Eu quero MUITO fazer a Regina George!”

Amanda agora é famosa e escolhe os papéis. #chupaLindsay

Amanda agora é famosa e escolhe os papéis. #chupaLindsay

Como assim? Já quer roubar o papel da colega? Mas eu entendo, afinal ela ficou MUITO famosa, fez filme indicado ao Oscar, enquanto o resto do elenco meio que sumiu. Aliás, sobre a Lindsay, a Amanda falou:

“Ela é muito talentosa (pausa)… Era… Quer dizer… Ela tinha um brilho nos olhos. Nós não éramos amigas, mas ela era impressionante.”

É, minha gente, o mundo dá voltas. Será que a LiLo vai aceitar fazer o musical? Imagina ela cantando ao vivo?

 

6.abr

Fê Paes Leme, Marcelo Serrado e Rafael Infante estreiam Remake de Filme, mas no teatro!

teatro

Minha esposa e BFF Fê Paes Leme está de volta aos palcos em grande estilo! Ela se juntou a Marcelo Serrado, nosso Crô, ao Zé Wilker, dessa vez como diretor (não vai mandar ninguém se lavar) e ao Magya da Porta dos Fundos, Rafael Infante, para estrelar a versão brasileira de “Rain Man”, sucesso do cinema de 1989, protagonizado por Dustin Hoffman e Tom Cruise. Rain Man ganhou 4 Oscars, inclusive, ou seja: a história é BABADO!

rainman

“Rain Man” não é sobre um homem que faz chover, como o nome sugere, rs… É muito mais complexa, meu amor. Conta a história de Charlie Babbitt (Rafael Infante), um vendedor de carros de Los Angeles que está doido que o pai morra logo pra ganhar sua parte na herança e resolver seus problemas. Acontece que o velho deixou tudo pra Raymond (Marcelo Serrado), seu irmão mais velho. A graça toda está no fato que Raymond é autista e passou a vida quase inteira internado em uma clínica.

Pra ter acesso ao aqué (leia-se forturna, pra quem não entende lingua das bees), Charlie Magya vai ter que ir atrás do irmão, mas o boy se enrola e acaba sequestrando Raymond da clínica. Eles pegam a namorada de Charlie (Fernanda Paes Leme) e partem para Vegas, Bitch…. o que ninguém sabia é que Raymond é tipo um gênio com números e outras coisas… O que em Vegas é quase ser Deus. E óbbvio que Charlie safado usa o irmão pra ganhar uma graninha. E nesse meio tempo, a namorada dele vai se encantando pelo irmão… Cata o balaio!!

Pra saber o resto, só vendo a peça ou o filme, mas é claro que a versão nacional é sempre diferente, com texto adaptado e várias coisas que ficam muito mais gostosas de assistir. E é teatro e tem a Paes Leme, o Serradão e o Infante Muso… Ou seja.. você que está em SP, CORRE pro teatro jáá! Depois pode me agradecer!

RAIN MAN
Teatro Vivo (290 lugares)
Avenida Chucri Zaidan, 860 – Morumbi
Bilheteria do Teatro: 7420-1520 – www.teatrovivo.com.br
Bilheteria: de terça a quinta, das 14h às 20h. De sexta a domingo, a partir das 14h.
Vendas 4003-1212 – www.ingressorapido.com.br
Sexta às 21h30 | Sábado às 21h | Domingo às 19h
Ingressos: Sexta e Domingo R$ 50 | Sábado R$ 70
Duração: 100 minutos
Recomendação: 14 anos 
 Estreia dia 05 de abril
Temporada: até 02 de junho

 

 

5.abr

Boys Magya da Malhação e Rebelde fazem peça na Bahia e Minas!

teatroTrês estudantes magyas vão morar numa república, lá ficam amigos, brigam, se drogam…. Podia ser roteiro de filme da sessão da tarde, do Super Cine ou do Sexy Hot… Mas é o roteiro da peça “Os Estudantes” que está em turnê pelo interior da Bahia e depois segue para Minas Gerais, estrelando os lindos Lucas Cordeiro, Rodrigo Dorado e Bernardo Velasco.

lucas-cordeiro (8)

Lucas é a cota Loira

img-3630-bernardo-velasco

Bernadro é cota Tanquinho

Bernardo é a cota intelectual

Rodrigo é a cota intelectual

Lucas e Bernardo foram os galãs da temporada passada de Malhação, e Rodrigo é recém saído da novela Rebeldes. Os 3 se juntaram e resolveram cair na estrada pra fazer teatro, com um roteiro voltado pros teens, claro. A peça fala dos conflitos de três magyas que, no auge da juventude, se veem enrolados com um amigo viciado, e muitos problemas pra resolver entre si e suas famílias. É, minha gente, o babado é certo e a Magya é forte!!!

A peça estará esse mês na Bahia e depois segue pra Minas, e promete fazer tour por todo Brasil! Vamos ao teatro conferir a Magya e torcer por cenas de cueca!! Alockaa! Confira as datas

05 e 06/04- Guanambi- BA. 08e 09/04- Vitória da Conquista , 10/04 Salinas- MG, 11,12,13/04 Montes Claros- MG, 15/04 Aracuai-MG, 16/04 Teófilo Otoni, 17/04- Governador Valadares- MG e 18 e 19/040 Manhuaçu- MG.

8.mar

#GlossyViu – Jerseys Boys


teatro

Ryan Jesse, Jarrod Spector, Dominic Nolfi, Matt Bogart. Esse é um clássico da Broadway. Está em cartaz desde 2005 e sempre com a casa lotada, ou seja, você tem que assistir em algum momento da sua vida. Como diriam as amigas blogueiras, é um “Must See”. Jersey Boys é uma produção simples, sem cenários grandiosos, sem muita firula, mas com muita musica boa. Mesmo. É daquele tipo que você fica “Oi? Como ele atingiu essa nota sem respirar?”.

boysSherri

E na hora de “Can’t Take My Eyes off You”, você fica com vontade de chorar e cantar junto. Eu so lembrava de “10 Coisas que Odeio em Você” e queria subir no palco, fingindo que era a arquibancada. O musical é aquela coisa “Dreamgirls/Destiny’s Child/Spice Girls/Backstreet Boys/Todas As Bandas do Mundo” e conta a historia da formação, sucesso, ruptura, carreira solo e volta de uma banda de sucesso dos anos 60 chamada The Four Seasons, que é meio “The Wonders”, sabe?

Olha o babado:

O legal é que o musical é estruturado em quatro atos (mas são só 2 atos de musical, não se assuste.) E cada membro do grupo narra um dos atos, dando sua perspectiva. O protagonista, Tommy De Vito, é babado and confusion, canta e dança demais, e só de lembrar já me arrepio. A primeira coisa que fiz ao sair do teatro foi comprar a triha no iTunes, vale a pena, mas só tem graça pra quem assistiu. Não é meu musical favorito (porque eu gosto das grandes produções, rs), mas Jersey Boys é, com certeza, um dos shows que você tem que marcar na sua agendinha de NY.

JBcompany_2013

 

Para curtir um pouquinho:

27.fev

#GlossyViu – Nice Work if you can Get it

teatro

Ai, minha gente! Nesse negócio de blog (site? Sei lá o que é isso aqui…) é bom que tudo rende post. Quem me acompanha no Twitter/Instagram/Facebook (#conectados) viu que passei uma temporada em NY que foi o suprassumo da cultura. (Sim, meu anjo, eu vou do BBB ao Al Pacino, Pahh). Vi 14 shows entre peças e musicais na Broadway e Off-Broadway. Eu AMO! E adoro que no Brasil estamos começando a ter esse mercado de musicais, precisamos prestigiar e ter mais produtos nacionais (Vamos aumentar o PIB!). Mas aí, baseado nos comentários que recebi, resolvi fazer uns posts contando um pouco das peças/musicais a que assisti em NY, pra quem for pra lá saber o que ver (ou não).

foto5

Confesso que fui assistir Nice Work if you can Get it porque era com o Matthew Broderick. É um musical clássico. Superprodução, com várias mutações de cenário, mas sem números muito grandiosos de danças, como se vê em outros musicais. A história se passa nos anos 20 e fala de um playboy que costuma se casar com dançarinas de cabaré, mas agora vai juntar as escovas de dente com uma bailarina de dança moderna. No dia da despedida de solteiro, ele conhece uma “ladra”, na verdade uma contrabandista de álcool (nessa época tinha uma lei que proibia a produção, venda e posse de álcool nos EUA. Oi, né?). A mulher esconde 400 garrafas de gim no porão da casa desse boy, e aí começa o babado da historia, que, claro, acaba com os dois juntos. Ops, contei. Hi hi hi… #NiloFeelings

foto2

Vale o ingresso pela produção, mas nem de longe é o melhor show da Broadway. É engraçadinho, e a Kelly O’hara, a protagonista, canta super bem. Os destaques são a noiva dançarina e o mordomo, que são os mais engraçados. A noiva, inclusive, faz o melhor numero, numa banheira babado, com bolhas de sabão. Uma coisa Katy Perry California Gurls, fiquei com inveja, saltam umas bailarinas e uns boys de dentro da banheira. Achei babado. A impressão que tive é que é um clássico americano para gente mais velha. Os velhinhos estavam chorando de rir, e eu “gente, mas qual a graça disso?”. Se você tiver pouco tempo e for assistir só a um musical, não recomendo ver este, mas se quiser ver uma produção clássica com um ator famoso, corre pra lá.

Para curtir um pouquinho: